Notícias

Uma Nova Sala de Aula é Possível

 

Como é possível, ao professor, tornar a sala de aula, um verdadeiro ambiente de aprendizagem em tempos de Indústria 4.0?
 
Uma Nova Sala de Aula é Possível – Aprendizagem Ativa na Educação em Engenharia apresenta, de forma didática, estratégias e métodos de aprendizagem ativa, que podem ser aplicados para potencializar a abordagem da Sala de Aula Invertida. Entre eles, estão Peer Instruction, Problem-Based Learning (PBL), Desafio em grupos, Jigsaw, In-class exercises (exercícios em sala de aula), Casos de ensino, entre outros. Nesse novo cenário, os professores têm um papel ativo de orientador dos estudantes, que se tornam protagonistas do próprio aprendizado.
 
Com reconhecida experiência na área, os quatros autores – profissionais da Educação em Engenharia – incluíram um capítulo dedicado ao planejamento de aulas, com exemplos de planos de aula, e exemplos de instrumentos de avaliação de resultados de aprendizagem.
 
Uma Nova Sala de Aula é Possível – Aprendizagem Ativa na Educação em Engenharia, lançado em parceria com a Associação Brasileira de Educação em Engenharia (ABENGE), é leitura obrigatória para os docentes do Ensino Superior que queiram entender com clareza a transição da sala de aula tradicional para uma nova sala de aula, tanto no ensino presencial quanto no ensino híbrido (blended learning).
Livro impresso: https://www.grupogen.com.br/uma-nova-sala-de-aula-e-possivel
E-book: https://www.grupogen.com.br/e-book-uma-nova-sala-de-aula-e-possivel
 


REUNIÃO DO GT DA MEI/CNI

(S. Paulo, 22 fev 2019) 

A Mesa dos Trabalhos foi presidida por Gianna Sagazio (Diretora de Inovação da CNI) e composta também por Luiz R Liza Curi (Pres do CNE), Vanderli (Pres ABENGE) e Zil Miranda (MEI/CNI)

Pela ABENGE participaram tambem Vagner Cavenaghi e Octavio Mattasoglio.

A reunião teve como objetivo discutir o plano de trabalho da MEI/CNI. Tópicos principais:

Proposta de aprimoramento do instrumento de avaliação do INEP, conforme previsto nas DCNs aprovadas, e de elaboração de instrumento orientador para os avaliadores de cursos de Engenharia.

Divulgação de experiências institucionais inovadoras nas Engenharias – foco “universidades parceiras da indústria”

Ampliação do debate: formação nas áreas STEM  


 


8º ENCONTRO DE LIDERANÇAS CONFEA/CREAs

 REUNIÃO COLÉGIO DE ENTIDADES - CDEN (Brasília, 20 a 22 fev 2019) 
A ABENGE participou do evento como entidade do CDEN, no qual é representada pelo seu Presidente Vanderli Fava de Oliveira.
Veja mais sobre o evento: Página do CONFEA
Neste evento terminou o mandato do Coordenador (WilSON Lang) e do Coordenador Adjunto (Vanderli) do CDEN (Colégio das Entidades Nacionais do CONFEA) 
Entrega do Certificado de Coordenação do CDEN em 2018.

Vanderli (ABENGE), Joel Kruger (Pres CONFEA), Fátima Có (Pres CREA-DF) e Wilson Lang (Coord CDEN) 
Foram eleitos nesta reunião o Coord e o Coord Adj do CDEN para o ano de 2019, respectivamente Valmor Pietsch (Associação Brasileira de Engenheiros Agrícolas - ABEAG) e Marco Aurélio Braga (Federação Nacional de Engenheiros Mecânicos e Industriais - FENEMI).


Participação da ABENGE na Plenária do CONFEA (Brasília, 14fev2019)


Joel Kruguer (Pres CONFEA), Vanderli (Pres ABENGE) Ingrid A Reis (Pres Abenge Estudantil), Vagner (Dir Abenge) e Edson Delgado (Vice-Pres Confea)

O Presidente do CONFEA (Prof Joel Krüger) ia nos receber em audiência, no entanto, nos convidou para falarmos diretamente ao Plenário do CONFEA.

O link abaixo leva ao vídeo da nossa participação:

VEJA O VÍDEO 


Reunião com o Presidente do CNPq e Diretora da Engenharia/CNPq (Brasília, 13fev2019)

 

 Ingrid A Reis (Pres Abenge Estudantil), Luiz Paulo Brandão (Dir Abenge), Adriana Tonini (Dir. Engenharias/CNPq), João Luiz Filgueiras de Azevedo (Pres CNPq), Vanderli Fava de Oliveira (Pres Abenge), Vagner Cavenaghi (Dir Abenge), Octavio Mattasoglio (Dir Abenge)

 A Professora Adriana Tonini foi convidada e aceitou continuar no CNPq como Diretora de Engenharias, Humanas e Sociais.
O objetivo da reunião foi apresentar a ABENGE ao novo Presidente do CNPq, além de colocar-se à disposição para o estabelecimento de parcerias com vistas a implementação de programas de melhoria da graduação em Engenharia. De imediato a Profa Adriana se dispôs a fazer um estudo e breve teremos novidades.
Também ficou acordado que o COBENGE 2019 terá uma sessão especial para os projetos vencedores do Edital do programa “Projetos Meninas nas Ciências Exatas, Engenharia e Computação”, programa este que foi lançado no COBENGE 2018.

Ingrid, Vagner, L Paulo, Adriana e Vanderli